Registrar

PESQUISAR
Skip Navigation Links

Aprimoramento no atendimento das pessoas com deficiência

26 de dezembro de 2017

/include/handler/download.ashx?t=i&m=
  • Prefeito Rafael Greca participa de evento em homenagem ao dia internacional da pessoa com deficiência na Praça da Espanha - Curitiba, 01/12/2017 - Foto: Daniel Castellano / SMCS
  • Aprimoramento no atendimento das pessoas com deficiência.<br />-Na imagem,a coordenadora do direitos da Pessoa com Deficiência, Denise Moraes.<br />Curitiba, 08/05/2017.<br /> Foto: Pedro Ribas/SMCS
  • Apresentação do 1º cão guia usado pela PMC, na assessoria da Pessoa com Deficiência. Na imagem, Roberto Conceição da Almeida Leite com o cão Dexter e David Vinicius Gonçalves Ribeiro com a cachorra Amora. Curitiba,02/06/2017.<br />Foto:Levy Ferreira/SMCS<br />
  • Apresentação do 1º cão guia usado pela PMC, na assessoria da Pessoa com Deficiência. Na imagem, Roberto Conceição da Almeida Leite com o cão Dexter e David Vinicius Gonçalves Ribeiro com a cachorra Amora. Curitiba,02/06/2017.<br />Foto:Levy Ferreira/SMCS<br />
  • Apresentação do 1º cão guia usado pela PMC, na assessoria da Pessoa com Deficiência. Na imagem, Roberto Conceição da Almeida Leite com o cão Dexter. Curitiba,02/06/2017.
  • Roda de conversas para surdos e encaminhamento para mercado de trabalho na Secretaria especial para inclusão da pessoa com deficiência - Curitiba, 18/08/2017 - Foto: Daniel Castellano / SMCS
  • Roda de conversas para surdos e encaminhamento para mercado de trabalho na Secretaria especial para inclusão da pessoa com deficiência - Curitiba, 18/08/2017 - Foto: Daniel Castellano / SMCS
  • Prefeito Rafael Greca participa de evento em homenagem ao dia internacional da pessoa com deficiência na Praça da Espanha - Curitiba, 01/12/2017 - Foto: Daniel Castellano / SMCS
  • Prefeito Rafael Greca participa de evento em homenagem ao dia internacional da pessoa com deficiência na Praça da Espanha - Curitiba, 01/12/2017 - Foto: Daniel Castellano / SMCS
  • Prefeito Rafael Greca participa de evento em homenagem ao dia internacional da pessoa com deficiência na Praça da Espanha - Curitiba, 01/12/2017 - Foto: Daniel Castellano / SMCS
  • Prefeito Rafael Greca participa de evento em homenagem ao dia internacional da pessoa com deficiência na Praça da Espanha. Na imagem Bianca Gonçalves Ribas, aluna da escola de educação especial Vivian Marçal - Curitiba, 01/12/2017 - Foto: Daniel Castellano / SMCS
  • Prefeito Rafael Greca participa de evento em homenagem ao dia internacional da pessoa com deficiência na Praça da Espanha - Curitiba, 01/12/2017 - Foto: Daniel Castellano / SMCS

Prefeito Rafael Greca participa de evento em homenagem ao dia internacional da pessoa com deficiência na Praça da Espanha - Curitiba, 01/12/2017 - Foto: Daniel Castellano / SMCS

As pessoas com deficiência de Curitiba contaram com uma série de ações realizadas pela Prefeitura de Curitiba em 2017, como rodas de conversa, mutirões de curatela, implantação de um centro de referência em empregabilidade e ampliação do atendimento da Central de Libras (veja mais abaixo).

De acordo com a assessora de Direitos da Pessoa com Deficiência, Denise Moraes, conquistas como a ampliação da Central foram possíveis em grande parte pela parceria com o governo do Estado. "Seguindo uma orientação do prefeito, conseguimos também manter todos os serviços já existentes, mesmo com a equipe mais enxuta", diz.

A celebração dessas conquistas foi realizada com a série de shows Mudando o Mundo. O evento aconteceu na Praça da Espanha, em comemoração ao Dia Internacional da Pessoa com Deficiência. A atividade, aberta ao público em geral, contou com artistas que possuem diferentes tipos de deficiência, além de estudantes de 12 instituições de ensino especiais de Curitiba na plateia.

Na ocasião também foi aberta a campanha promovida pelo Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência, que visa conscientizar a população de que o Símbolo Internacional de Acessibilidade (SIA) representa pessoas com todos os tipos de deficiência, seja intelectual, auditiva, visual, autismo e física. A questão não se resume, portanto, a quem esteja numa cadeira de rodas, por exemplo.

População surda

A população surda teve o atendimento da Central de Libras ampliado graças à contratação de duas novas "facilitadoras" - intérpretes de Libras que acompanham pessoas surdas em situações corriqueiras, como ida a hospitais e entrevistas de emprego.

Como resultado do estreitamento da parceria com o Governo do Estado, as intérpretes também receberam um carro para auxiliar nos atendimentos.

Ao todo, foram atendidos 1.202 deficientes auditivos em 2017 pela Central.

Entre eles, está o estudante Ryan Andrei de Jesus Buchi, de 15 anos, morador de Itaperuçu, Região Metropolitana de Curitiba, que teve uma intérprete à sua disposição durante uma consulta odontológica. Na linguagem de libras, Ryan contou que há bastante tempo queria o tratamento: "Estou muito feliz e agora quero colocar aparelho".

Também foi firmada uma parceria com a Polícia Militar do Paraná, pela qual ficou estabelecido que o novo aplicativo da PM - que está em fase de desenvolvimento - terá um botão para que os deficientes auditivos recebam atendimento especializado.

Ainda foram realizadas capacitações com 120 policiais da Central de Operações Militares (Copom), que participaram palestras e vivências de sensibilização e orientação no atendimento às pessoas com deficiência. O deficiente auditivo Silvio Przybysz, 33 anos, aprovou a ação de conscientização: "Viajo bastante e já fui abordado na estrada pela Polícia Rodoviária. É uma dificuldade".

A população surda também pôde participar de rodas de conversa sobre temas diversos, como direitos da pessoa surda, violência contra a mulher, empregabilidade e segurança pública. O objetivo é fortalecer a comunicação. "Já surgiram várias demandas que possivelmente serão aplicadas como política pública", afirma Denise.

Ao todo, 200 deficientes auditivos participaram da ação, que ocorre a cada dois meses.

Apoio jurídico

Uma grande dificuldade para as famílias das pessoas com deficiência intelectual é conseguir a curatela - permissão jurídica para que uma pessoa tome decisões legais em nome de outra que não esteja apta. O processo pode demorar até um ano e custar cerca de R$ 3.000.

Para auxiliar famílias de baixa renda neste processo, foram promovidos dois mutirões de curatela em parceria com a Fundação de Estudos Sociais do Paraná (Fesp) e o Programa Justiça no Bairro do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná.

No total, 70 pessoas com deficiência intelectual e de baixa renda foram curateladas gratuitamente.

Emprego

Para tornar a busca por vagas de emprego mais eficiente, foi implantado um Centro de Apoio e Referência em Empregabilidade da Pessoa com Deficiência, que conta com um posto do Sine. Assim a população com deficiência conta com atendimento especializado na busca por emprego.

Também foram realizadas quatro reuniões e palestras com empresas para incentivar a contratação de pessoas com deficiência. O objetivo é mudar a cultura empresarial, que tende à exclusão destes profissionais.

Atendimentos em números

- 560 participantes do 4º Simpósio Regional sobre Autismo, entre pessoas com autismo, familiares, estudantes, profissionais e comunidade.

- 1.202 atendimentos realizados pela Central de Libras, acompanhando pessoas surdas em situações diversas.

- 120 participantes da Câmara de Inclusão no Mundo do Trabalho, provenientes das 97 empresas que a compõem, nas quatro reuniões realizadas entre abril e outubro.

- 17.604 atendimentos realizados pelo transporte especializado Acesso aos 1.250 usuários do sistema, que possuem quadros de alta complexidade e baixa renda.

- 360 atendimentos realizados pelo setor de orientação jurídica sobre questões relativas ao direito das pessoas com deficiência no âmbito educacional, de trabalho, previdência social, civil e de acessibilidade programática.

   
     

Rua Schiller, nº 159

Cristo Rei, 80.050-260 - Curitiba - Paraná

Assessoria dos Direitos da Pessoa com Deficiência

subir para o topo da página
mapa do site perguntas frequentes