Registrar

PESQUISAR
Skip Navigation Links

Horta estimula boa alimentação de pessoas com deficiência

20 de dezembro de 2018

/include/handler/download.ashx?t=i&m=
  • Horta garante boa alimentação e é passa tempo de usuários de centro-dia.<br /> - Na imagem: Seu Alucídio Fernandes Santos e  Francisco Luiz da Silva. Curitiba. 09/12/2018. Foto: Ricardo Marajó/FAS
  • Horta garante boa alimentação e é passa tempo de usuários de centro-dia. Curitiba. 09/12/2018. Foto: Ricardo Marajó/FAS
  • Horta garante boa alimentação e é passa tempo de usuários de centro-dia.Na imagem: Seu Alucídio Fernandes Santos e  Francisco Luiz da Silva. Curitiba. 09/12/2018. Foto: Ricardo Marajó/FAS
  • Horta garante boa alimentação e é passa tempo de usuários de centro-dia. Curitiba. 09/12/2018. Foto: Ricardo Marajó/FAS
  • Horta garante boa alimentação e é passa tempo de usuários de centro-dia.<br /> - Na imagem: Seu Alucídio Fernandes Santos. Curitiba. 09/12/2018. Foto: Ricardo Marajó/FAS
  • Horta garante boa alimentação e é passa tempo de usuários de centro-dia.<br /> - Na imagem: Seu Alucídio Fernandes Santos. Curitiba. 09/12/2018. Foto: Ricardo Marajó/FAS
  • Horta garante boa alimentação e é passa tempo de usuários de centro-dia.<br /> - Na imagem: Seu Alucídio Fernandes Santos sua filha Marcela luzia dos Santos e sua esposa Lurdes Antonieta dos Santos. Curitiba. 09/12/2018. Foto: Ricardo Marajó/FAS
  • Horta garante boa alimentação e é passa tempo de usuários de centro-dia.<br /> - Na imagem: Seu Francisco Luiz da Silva. Curitiba. 09/12/2018. Foto: Ricardo Marajó/FAS

Horta garante boa alimentação e é passa tempo de usuários de centro-dia. - Na imagem: Seu Alucídio Fernandes Santos e Francisco Luiz da Silva. Curitiba. 09/12/2018. Foto: Ricardo Marajó/FAS

Pés de milho, morango, pepino, alface, cebolinha verde, salsinha e plantas medicinais são alguns dos itens que fazem parte da horta do Centro-Dia Amigo Curitibano, unidade da Fundação de Ação Social (FAS) que atende pessoas com deficiência física e intelectual e suas famílias na Regional Boqueirão. Cultivado desde março deste ano, o espaço faz parte da oficina de práticas ambientais que trata principalmente da importância da preservação ambiental e da alimentação saudável.

Além de proporcionar muita informação para os usuários, a horta é passatempo para pais que acompanham seus filhos durante o período em que são atendidos na unidade. Tudo que é produzido no local é distribuído entre as famílias, garantindo alimentos frescos e saudáveis para todos.

O trabalho é coordenado pelo educador social Bruno Costa Boll e conta com a grande participação dos aposentados Alucídio Fernandes Santos, 76 anos, e Francisco Luiz da Silva, 73 anos, que têm filhos atendidos no Centro-Dia.

Boa fase

Com a horta verdinha e em fase de crescimento, hoje eles têm a responsabilidade de retirar o mato e as ervas daninhas que surgem entre as plantas e molhá-las todos os dias. Mas nem sempre tudo foi tão fácil assim. "No começo tivemos que tirar muito mato e pedra daqui para poder começar a plantar. Hoje está moleza, é só aguar", diz seu Francisco, que atribuiu o conhecimento sobre cultivo de plantas à infância passada em um sítio.  

Seu Alucídio vai ao Centro-Dia mesmo nos dias em que a filha Marcela, 32 anos, não tem atividades na unidade. "Venho cuidar da horta, capinar, limpar e jogar água. Tem que ser bem aguadinho para que cresça bonita", explica. O aposentado conta que gosta de levar as verduras e legumes para casa. "Verdura para mim é tudo, além de ser fácil de produzir é muito saudável."

Há dois anos sendo atendido no Centro-Dia, Felipe Froeze de Campolim, 25 anos, também participa das atividades na horta, mas com menos frequência. "Vou só quando o Bruno chama", diz o rapaz que prefere a oficina de costura.

Oficinas

Além das oficinas de práticas ambientais e costura, o Centro-Dia Amigo Curitibano oferece ainda informática, artes plásticas, contação de histórias, filmes e passeios. A coordenadora da unidade, Silvana Schweigert, explica que as atividades têm o objetivo de desenvolver potencialidades e habilidades e estimular a autonomia dos usuários, diminuindo a sobrecarga dos pais ou responsáveis. 

Instalado na Regional Boqueirão, o Centro-Dia Amigo Curitibano atende a 42 pessoas com idades de 18 a 59 anos com deficiência, muitas delas em situação de risco e direitos violados. A unidade estava instalada no Alto Boqueirão e desde o último dia 18, mudou de endereço para reforma do prédio. Durante pelo menos oito meses funcionará na Rua Josepha Deren Destefani, 30, no Boqueirão. Mesmo com a mudança a horta será mantida.

   
     

Rua Schiller, nº 159

Cristo Rei, 80.050-260 - Curitiba - Paraná

Assessoria dos Direitos da Pessoa com Deficiência

subir para o topo da página
mapa do site perguntas frequentes